top of page
  • LinkedIn

Daniele Sobreira Araújo Diório nasceu em Santo André, São Paulo, em 1981.

 

Estudou em escolas, bibliotecas e centros culturais públicos, parte do seu contato com cultura e arte, foi por intermédio da literatura e poesia na Biblioteca Nair Lacerda e na Casa da Palavra Mario Quintana.

Trabalhou com restauração e encadernação de livros e papéis no Cartonnage Ateliê entre 2001 e 2006.

Em 2008, dedicou-se à fotografia na Casa do Olhar Luiz Sacilotto, sua primeira exposição coletiva foi no Saguão de Arte Contemporânea de Santo André em 2010.

Atuou como arte finalista no Studio AMJ 2010 a 2014, em projetos para as editoras Abril, Saraiva, Scipione, FTD e Moderna.

Foi bolsista na Universidade Metodista de Piracicaba cursando Design Gráfico e estudou Design de Moda no Senac, entre 2012 e 2013. Em 2014 e 2015 obteve no Instituto Tomie Ohtake os fundamentos da ilustração; construção do livro objeto, história da ilustração e narrativa.

Como exemplo de projeto autoral, ilustrou capa e aberturas de livro em 2015. Com fotografia e ilustração participou em duas edições da magazine MASTAL.

Reside em São Paulo desde 2017, onde fez extensão em Museologia na FESPSP, assim como curso de curta duração em curadoria e história da arte no portal Educação. Iniciou estudos em pintura no mesmo ano.

Em 2017, explorou o traço com giz pastel seco e carvão, em seguida, iniciou os primeiros quadros com a técnica do acrílico, sua temática ganhou suportes de maiores dimensões.

Em 2019, com a finalidade de estudar, decide visitar alguns eventos na Europa; Bienal de Veneza, Art Basel e o festival de fotografia de Arles. Ao voltar para São Paulo, instala-se em seu primeiro atelier, momento em que se dedica pela primeira vez integralmente, ao trabalho artístico com foco em pintura, fotografia e escrita.

 

Em 2021, procurou orientação para aprimorar sua pintura, sob os alicerces do figurativismo e da pintura a óleo.

Parte do seu trabalho, envolve a documentação dos processos que caracterizam sua evolução e os inerentes desafios associados à integral dedicação à arte. Os registros estão em dezenas de cadernos escritos a mão e em documentos produzidos na máquina de escrever que tem desde a infância.

bottom of page